menu
Prénatal

Conselhos para o parto: como lidar com a dor?

Terceiro trimestre

Não é segredo que o parto é um processo doloroso. Mas de onde vem exatamente tanta dor? E como lidar com ela durante o trabalho de parto? Todas as futuras mamãs procuram os melhores conselhos para lidar com o parto. Já a seguir, damos-te respostas e sugestões para que tenhas “uma hora pequenina”.

Dores de parto: causas e propósito

Quando os nervos estão sob pressão, transmitem estímulos ao cérebro que os interpreta como dor. Isto também é verdade para os nervos do colo do útero, durante as contrações. Os tecidos do colo do útero esticam consideravelmente durante o trabalho de parto, o que provoca dor. Esta dor aumenta à medida que o intervalo entre as contrações diminui, estas intensificam-se e a dilatação atinge vários centímetros.
A dor do parto advém também da pressão que a parede abdominal exerce sobre o útero durante as contrações. Isto decorre da falta de oxigénio nos vasos sanguíneos quando estes estão sobrecarregados.

Existem também outras causas de dor, por exemplo, o bebé pode pressionar a coluna vertebral, provocando dor nas costas. Da mesma forma, a fadiga decorrente de um parto demorado leva a que a dor seja sentida de forma mais intensa e extenuante.

Qual o propósito da dor durante o parto?

A dor tem uma função específica. Quando cortamos um dedo, a dor serve de alerta para levar à ação, seja para nos fazer sair da situação de perigo, seja para afastar o perigo pela emissão de som (grito).
O mesmo princípio se aplica ao momento do parto. Isto não quer dizer que submeter-se à dor seja uma obrigação ou pré-requisito para dar à luz, mas sim que sentir as contrações que conduzem ao trabalho de parto é normal e natural. Confiares no teu próprio corpo e compreenderes as suas reações naturais ajuda-te a tolerar melhor a dor, em especial quando as contrações se tornam mais intensas.

A função das endorfinas, da oxitocina e das contrações na aproximação ao parto

Os primeiros sinais de dor avisam que é hora de encontrar um lugar seguro e acolhedor para dar à luz. É um instinto quase animal, mas necessário para focar a atenção totalmente no trabalho de parto. Por mais estranho que possa parecer, a dor também ajuda, pois despoleta a produção de endorfinas, o analgésico natural do corpo, e torna o útero mais recetivo à oxitocina, a hormona que estimula as contrações.
A dor, portanto, tem o propósito de intensificar as contrações, com o objetivo de propiciar o nascimento do bebé da forma mais rápida e segura possível. Durante o trabalho de parto, a oxitocina e as endorfinas chegam ao bebé através da placenta. Após o nascimento, atuam como hormonas de afeto e apego.

Qual é a função das contrações?

Através das contrações entendemos o que está a acontecer, ou seja, que o trabalho de parto começou.
Dá-se a contração dos músculos longos que dilatam o colo do útero, e se surgir uma sensibilidade mais aguda num ponto específico do corpo, a dor torna-se um pouco mais tolerável. Não é apenas uma questão de sofrimento: o corpo está a trabalhar arduamente para dar à luz o bebé.
As contrações indicam a evolução precisa da gravidez, com a manifestação de dores agudas no baixo-ventre. Neste momento, a mãe precisa de se concentrar em gerir as dores, seja através de técnicas de respiração e relaxamento, seja por movimentos e até sons de libertação de dor e emoção. Se a mulher em trabalho de parto ficar muito sensível, muitas vezes é sinal de que o parto está a chegar ao fim.
A dor das contrações estimula o movimento, como o balançar das ancas. Isto relaxa a mãe e ajuda o bebé a deslizar para a posição correta para a expulsão.

Um conselho para lidar com o parto: não oferecer resistência à dor

Quanto mais resistires à dor, mais adrenalina é libertada no teu organismo  o que contraria a dilatação e a produção de endorfinas que aliviam a dor. Lembra-te que esta dor tem fim à vista: assim que o bebé nascer, a dor desaparece. Existem cursos específicos onde a futura mamã poderá aprender a relaxar através de técnicas de respiração. Esta é uma competência que ajuda verdadeiramente a conseguir um estado de relaxamento ideal para o corpo.

11 preziosi consigli per il parto

Relaxar e aceitar são as duas melhores maneiras de sofrer menos com a dor do parto. O corpo da mulher está naturalmente preparado para dar à luz um bebé, em total segurança. Para além da estrutura física, todo o processo hormonal e o papel do próprio bebé, tudo se conjuga para que parto aconteça. É fundamental confiar no processo e relaxar o mais possível.
Mas como? Eis alguns conselhos quepodem ajudar no momento do parto.

  1. Como uma onda, deve deixar-se vir a dor e aceitá-la, sem lhe resistir. A dor vai aliviar.
  2. Como uma onda, deve deixar-se vir a dor e aceitá-la, sem lhe resistir. A dor vai aliviar.
  3. Gritar é permitido, e natural. Se te sobrevier um sentimento de “embaraço” por gritares, podes sempre tentar abafar o grito com uma almofada.
  4. O útero é um músculo que precisa de abrir. Quanto mais relaxado, mais fácil será essa abertura.
  5. No início do trabalho de parto, é aconselhável manteres-te em movimento e em pé durante o máximo de tempo possível, já que a força da gravidade ajuda a agilizar o processo. Entretanto, importa que encontres uma posição que te permita acomodar melhor as contrações.
  6. Neste compasso de espera, é sempre útil teres uma distração que te ajude a descontrair, seja música, televisão ou velas perfumadas, se houver condições para tal.
  7. É importante que não sintas frio (para evitar a contração do corpo, quando o desejável é o oposto), que tenhas calçadas umas meias quentes e que a temperatura do quarto seja confortável.
  8. O ambiente deverá emanar tranquilidade, ter uma luz suave e todos os presentes devem permitir que a futura mamã se sinta à vontade.
  9. Uma massagem é um mimo e uma grande ajuda, especialmente para aliviar as fortes contrações nas costas. Não hesites em pedi-la. Aqui, o teu parceiro (ou a pessoa que te acompanha) deverá massajar vigorosamente a zona lombar, que é geralmente a mais dorida. O mesmo se aplica às contrações nas pernas, que podem ser aliviadas com uma sempre agradável massagem nos músculos.
  10. Tomar um duche prolongado ou um banho quente de imersão ajuda a maioria das mulheres a relaxar ainda mais. Podes sentar-te numa banqueta e ficar debaixo do jato de água, deixando que a água quente te alivie as partes do corpo mais doridas. Caso prefiras um banho de imersão, esta é uma excelente forma de gerir melhor as contrações porquanto a água quente favorece um maior estado de relaxamento. Até mesmo um simples saco de água quente pode fazer uma grande diferença.
  11. A grávida tem o direito de escolher um parto com ou sem anestesia. É recomendável estares bem informada sobre as opções disponíveis e os respetivos prós e contras.

Mais dicas para uma “hora pequenina”?

O acompanhamento por uma doula, ou “assistente de parto“. O que é uma doula? Trata-se de uma figura de assistência não médica que proporciona um apoio valioso à futura mãe e ao seu parceiro durante todo o período da gravidez, na preparação para o parto e nos primeiros tempos a seguir ao nascimento do bebé.


Para nascimento aconselhamos também

Segundo trimestre O que é um plano de parto? Terceiro trimestre O medo do parto Primeiro trimestre Como dar banho a um recém-nascido Terceiro trimestre Conselhos para o parto: como lida...

Artigos mais lidos

Segundo trimestre Dor no ligamento redondo durante ... Segundo trimestre Barriga dura na gravidez: como re... Primeiro trimestre Aborto retido: sintomas e consequ... Primeiro trimestre Como saber se é menino ou menina?...
Está a esperar um bebé?
Entre no mundo BabyTribe, há muitas vantagens à sua espera, para si e para a sua família!
Descubra os conteúdos pensados para si
Cada semana é rica de novidades e conselhos para estar sempre informados e resolver dúvidas e curiosidades.
Venha utilizar muitos instrumentos úteis
Um suporte para viver do melhor modo a gravidez e o primeiro ano
Envolva toda a sua tribo
Mamães, papais, avôs, tios e não só.
<
Descubra os conteúdos pensados para si
Cada semana é rica de novidades e conselhos para estar sempre informados e resolver dúvidas e curiosidades.
Venha utilizar muitos instrumentos úteis
Um suporte para viver do melhor modo a gravidez e o primeiro ano
Envolva toda a sua tribo
Mamães, papais, avôs, tios e não só.
>
E mais, 5€ de desconto* no prenatal.com se baixar a App BabyTribe e entrar!

A senha deve ter pelo menos 6 caráteres, com letras maiúsculas e minúsculas e número

*O vale desconto pode ser usado só uma vez no prenatal.com com um gasto mínimo de 30€. Não cumulável com outros vales desconto ou promoções no mesmo produto. O vale nunca dará direito a troco ou dinheiro.